27 de fev de 2014

O mundo da música está de luto: Paco de Lucía falece no México

Amigos,

A quarta-feira (dia 26 de fevereiro de 2014) amanheceu muito triste com a morte prematura e súbita de Francisco Sánchez Gómez, genial violonista conhecido mundialmente como Paco de Lucía. Paco faleceu aos 66 anos de idade no México, vítima de um infarto. Desse modo, gostaria de dizer algumas breves palavras sobre o gênio espanhol.

Paco de Lucía nasceu no dia 21 de dezembro de 1947 em Algeciras (sul da Espanha). Desde muito jovem, Paco mostrou ser um artista singular. Destacou-se aos 13 anos junto ao seu irmão (Ramón) no grupo Chiquitos de Algeciras e ao lado do Camarón de la Isla (cantaor flamenco). Nos idos de 1970, conquistou o mundo com a eterna rumba intitulada Entre Dos Aguas.

Afora sua expertise dentro do mundo do flamenco, Paco tocou com artistas de diversas tendências, a exemplo de Djavan, Chick Corea, Al Di Meola, John Mclaughlin e Raphael Rabello. Teve o prazer de interpretar o Concierto de Aranjuez diante do próprio compositor espanhol Joaquín Rodrigo (1901-1999). Paco deixou-nos obras primas para violão, tais como Tio Sabas (Tarranta), La Barrosa (Alegrías) e Niño Curro (Rondeña). Ademais, recebeu diversas honrarias e ainda contribuiu para filmes, com destaque para Carmen de 1983 do diretor espanhol Carlos Saura.

Gabriel de Sá — jornalista do Correio Braziliense — escreveu uma bela matéria para a qual eu tive o prazer e a honra de contribuir com algumas informações e com um depoimento sobre o mestre espanhol que nos deixou precocemente. Para ter acesso à matéria, clique no arquivo à esquerda da tela.  

Leia a matéria também em PDF com melhor resolução de imagem:
https://drive.google.com/file/d/0B9uaO_QarVouRWJsMzlLaktVWXc/edit?usp=sharing

Abraços musicais,

3 comentários: